Amor sem fim! | Se todas as mães do mundo…

Tudo tem o seu tempo e o seu aprendizado, comecei uma viagem ao meu interior quando recebi na minha vida uma das maiores, mais desafiantes, mais avassaladoras experiências terrenas… ser mãe!

Se por um dia fosse possível que as mulheres conhecessem o seu verdadeiro potencial, seja como mães ou como mulheres a realidade da humanidade seria bem diferente. Inspirada por algumas leituras de Laura Guzman, gostaria de escrever a todas as mães do mundo o quanto aqueles seres maravilhosos, seus filhos, são os seus maiores e melhores guias.

Se todas as mães do mundo pudessem saber que tudo o que ela sente, o que a preocupa ou o que rejeita, o seu filho sente como fosse seu porque energeticamente e espiritualmente estão ligados. Sobretudo, quando ela própria não é capaz de o reconhecer, quando estas emoções fazem parte do seu inconsciente ou da sua sombra.

Se todas as mães do mundo soubessem o poder que tem os comportamentos dos seus filhos/as e as aprendizagens que eles trazem…

Se todos as mulheres do mundo soubessem e conhecessem a força da conexão entre ela e o seu filho ou filhos…

Se todas as mulheres do mundo conhecessem a força do sentimento que um filho/a tem pela sua mãe. O amor incondicional que vive dentro de uma criança é vida, é essência, é pureza, é o divino…

Se todas as mães do mundo soubessem que o seu filho/a chora, é porque ela no seu interior mais profundo também chora muito…

Se todas as mães do mundo soubessem que se um filho/a não se conecta e parece deprimido, é porque os pensamentos das mães, são tristes e de confusão…

Se todas as mães do mundo soubessem que se um bebé rejeita o peito, é porque está mãe lá no seu intimo também está a rejeitar este bebé…

Se todas as mães do mundo soubessem que cada problema que colocamos no estado ou comportamento do nosso filho, não é mais que uma grande oportunidade para esta mãe se conheça e se permita evoluir, numa perspetiva de conhecimento pessoal.

Se todas as mães do mundo pudessem sentir a magia que habita entre ela e o seu filho/a…

Se todas as mães do mundo soubessem que a única coisa que faz uma criança feliz é o tempo que os seus pais lhe dedicam, sob forma de presença e tempo. Os nossos filhos para crescerem felizes só precisam que lhes olhemos nos olhos, precisam de palavras de carinho, precisam de entrega incondicional. Já que, esta nossa atitude vai corresponder ao estado em que eles estão, amor incondicional por nós.

Se todas as mães do mundo soubessem que amar o seu filho também é respeitar os seus desejos e identidade, assim como seria divino que isso existisse na vida de cada mãe…

Se todas as mães do mundo acreditassem que o seu instinto é tudo o que precisam para criar em paz e amor o seu filho/a…

Que todas as mães do mundo um dia sejam donas do seu destino…

Por: Vera Cristina

About Viver O Feminino

Partilhar conhecimentos que vão transformar a vida das mulheres, assim como, de todo o ambiente que as rodeia. Se procuras descobrir o que é ser mulher conectada à sua essência, ligada ao mais puro e natural de si mesma, este será o local onde te conectas a ti, onde descobrirás mais e mais sobre ti e as tuas mais variadas formas.

Deixe uma resposta