Religião vs Espiritualidade | O que é a Espiritualidade?

Tema controverso e de alguma complexidade para estabelecer a relação ou explicação entre este dois conceito. Antes de mais gostava de reforçar que a minha visão é profundamente experiencial, que isto dizer que escrevo sobre o que sinto e como sinto, portanto, poderá esta vivência estar limitada ao conhecimento ou sentir que tenho no momento presente.

Diz Eckhart Tolle no seu livro O Despertar de uma Nova Consciência: “Muitas pessoas já reconhecem a diferença entre espiritualidade e religião. Elas compreendem que ter um sistema de crenças – um conjunto de pensamentos entendido como a verdade absoluta – não torna ninguém espiritualizado, não importa qual seja a natureza dessas convicções. Na realidade, quanto mais um individuo faz dos seus pensamentos (crenças) a sua identidade, mais se distancia da dimensão espiritual que existe dentro de si.

A espiritualidade não é algo que alguém te dê, seja ele um Mestre, um Guru, um Deus, uma Força, entre outras palavras que poderíamos utilizar para descrever este sentir. A espiritualidade, é um sentir que nos liga a uma parte de nós onde reside o indescritível, à tua essência, não é um lugar físico, não é algo que a tua mente seja capaz de controlar ou criar. Este sentir conecta-te a um vazio interior, sabes, aquela conexão que se estabelece quando sentes que aquilo faz parte de ti, esse estado interior é a tua espiritualidade a manifestar-se. Na espiritualidade, não há verdades absolutas, somos todos um, na espiritualidade não há regras, nem limitações, neste lugar existe a fonte de tudo, de todos, do todo. E não se explica, sente-se, acontece… 

As diferentes religiões tem um conjunto de crenças que assumem como verdades, estão assim presas a uma forma de identidade que se manifesta inconscientemente nas pessoas que as seguem. Por isso, qualquer pessoa que pense diferente está errada, para as religiões a sua verdade tem que ser seguida. No entanto, uma “nova espiritualidade, a transformação da consciência, está a surgir em grande parte das estruturas das religiões institucionalizadas.” Comentava Tolle. Isto acontece porque a espiritualidade começa a manifestar-se em grande parte fora destas estruturas e nasce com ela a necessidades das religiões acompanharem os tempos. Seguia o autor: “Algumas Igrejas e seitas, assim como determinados cultos ou movimentos religiosos são em essência entidades egóicas coletivas, uma vez que se identificam rigidamente com as suas convicções mentais.”

Ou seja, a espiritualidade está além do que a nossa mente pode alcançar, surge quando uma pessoa percebe que ela não é aquela “voz dentro da sua cabeça”. Quando essa voz se cala aparece a consciência da nossa essência e nela que vive a nossa espiritualidade.

Se queres aprofundar sobre estes temas, sugiro-te que te inscrevas no novo ciclo de conferencias da Casa das Artes do Porto, dia 21 de Outubro, vamos estar por lá com temas fantásticos. Deixo-te aqui o link para que possas saber mais.

Por: Vera Cristina Ribeiro

About Viver O Feminino

Partilhar conhecimentos que vão transformar a vida das mulheres, assim como, de todo o ambiente que as rodeia. Se procuras descobrir o que é ser mulher conectada à sua essência, ligada ao mais puro e natural de si mesma, este será o local onde te conectas a ti, onde descobrirás mais e mais sobre ti e as tuas mais variadas formas.

Deixe uma resposta