Liberdade | O que significa ser livre!

Todo o sistema que regeu a evolução até à cem anos atrás, permitiu que a crítica se expandisse como forma opinativa de descrédito e desvalorização. Enquanto Seres utilizamos esta forma de controlo desmesuradamente.
A crítica foi uma das formas que ilusoriamente adotamos para ganhar poder sobre as outras pessoas. Num primeiro sistema para controlar as ações da pessoa, num segundo sistema mais abrangente, para controlar a própria vida da pessoa. Este segundo é grave a nível evolutivo, quando se tenta controlar a vida e as escolhas de alguém, há na realidade uma desresponsabilização sobre a própria vida, o foco está no outro Ser, em não permiti-lo existir.
Se não permitimos o outro existir, estamos a aprisionar-nos desmesuradamente, estamos a condenar a nossa própria vida ao desgaste, pois criticar, leva a nossa energia criativa. Estamos a condenar a nossa vida à infelicidade, ninguém é feliz quando passa o tempo todo focado nos outros a dizer mal, a pensar mal, está a criar na sua vida e no seu corpo doenças que se manifestam, muitas vezes, de forma bastante grave. Ainda hoje encontro pessoas que estão extremamente infelizes, mas que tem uma resistência enorme a mudar de vida, pois já prevêem uma crítica sobre todo o seu comportamento. Pessoas condicionadas pelo sistema onde foram criadas, um sistema, ao qual respondem.

Supostamente todos sabem fazer o que é “certo”, o que é “suposto”.  Mas quando alguém sai da caixa, agindo de acordo com a sua verdade, as pessoas naturalmente e infelizmente, perdem algures entre o coração e a mente, a noção da felicidade. O primeiro ato é tresloucar a pessoa, duvidar da sua escolha, comentar sobre ela.
Deveríamos aprender que o primeiro ato, como ato de amor, deveria ser perguntar à corajosa alma: Estás feliz?

A felicidade dela deveria-nos bastar.
Então se alguém faz alvo que não pensaste fazer ou nunca tiveste a coragem, não critiques, gaba-lhe a escolha, a verdade, a alma!
Segue a pessoa no teu coração como uma inspiração, e a cada momento vais-te elevar, vais conectar-te profundamente com a energia criativa que há em tudo, que há dentro de ti e pede amorosamente para ser reconhecida, amada e elevada. Farás coisas que nunca pensaste.
Liberta a crítica da tua vida e permanecerás num mundo diferente, em que pessoas desse gênero deixam de existir ou pelo menos de aparecer na tua vida. A crítica aprisiona-te, não a quem críticas, que dependendo do quanto na trabalhou em si, acaba por libertar isso, acaba por não permitir que essa energia entre na sua. Mas a ti, que críticas e continuas a criticar, os comportamentos, o mundo aprisiona-te.

Liberta então, esta estrutura de ti e da tua vida.
Permite-te viver a tua vida numa paz profunda.
Da mesma forma, a critica sobre o que não concordas não melhora nada, é em amor que se muda a vibração, a critica e julgamento sobre o mundo só acentua comportamentos energéticos, pois o Universo vai sempre dar-te razão, mudar o mundo é feito com amor, com libertação, com a gratidão por comportamentos construtivos, pela gratidão pela elevação de consciência da humanidade, enquanto povo.
Criticar nunca trouxe nada de novo ao mundo, nunca alterou as coisas para melhor!
É a abençoar os Seres com amor e consciência que se muda o mundo!

Por: Filipa Fautino | omshantilx.com | filipa.faustino.angels@gmail.com

About Viver O Feminino

Partilhar conhecimentos que vão transformar a vida das mulheres, assim como, de todo o ambiente que as rodeia. Se procuras descobrir o que é ser mulher conectada à sua essência, ligada ao mais puro e natural de si mesma, este será o local onde te conectas a ti, onde descobrirás mais e mais sobre ti e as tuas mais variadas formas.

Deixe uma resposta