Falhas | Que acontece quando falhamos o caminho?

Todos nós adoramos fazer alguma coisa: seja dançar, escrever, praticar desporto. Todos nós sentimos que somos bons em algo, em algum momento da vida. Todos nós sentimos que temos um caminho a seguir. Mas e quando esse talento “falha”? Quando vivências uma situação que te faz sentir que, afinal, não és bom a fazer aquilo que julgavas?

Nessa altura, vem a desilusão, a culpabilização e o sofrimento. Surgem os medos, a angústia de não entender o porquê, a vontade de desistir. E o que fazer com esses sentimentos? O que fazer com esse sentir que está dentro de ti e habita na tua Alma? Fugir não é o caminho; aliás, nunca o foi! É necessário olhar para dentro de ti; olhar para a ferida aberta no teu corpo, no teu coração; é necessário perdoar essa ferida e aprender a amá-la; é preciso aceitar que ela faz parte do teu caminho.

Senta-te, fecha os olhos e escuta; escuta o que diz o teu corpo. Escuta cada dor física, cada dor da Alma. Não tentes perceber nada. O objetivo não é esse! Aceita que essa experiência faz parte da tua vida, mas que não te define. Olha para ti com ternura, abraça-te, deixa fluir e perdoa-te. Não sintas que falhaste, porque não falhaste! Foi mais um passo que deste no caminho da tua evolução. Sê grata por isso!

Não te culpes por ainda não teres conseguido; não te culpes por ainda não ter chegado o momento. Não receies ter desiludido os teus mestres terrenos. Eles estão aqui também para te auxiliarem no caminho (e tu no deles!). Respeita o teu próprio tempo. Quando chegar o momento, vais sentir a tua essência novamente; vais voar na tua energia e ser feliz!

Gratidão!

Por: Liliana Brandão | https://www.facebook.com/lili.brandao.7?fref=ts

Deixe uma resposta