A Grande Mãe | A importância do dia da Mãe?

Todos os anos, recorda-mos e celebramos o Dia da Mãe, por todo o mundo. É um dia especial dedicado a Mãe. Entre compras e flores e manifestações de afeto, podemos parar um pouco, e refletir na intenção e no propósito de existir no calendário um dia dedicado a todas as Mães.

Para mim, que trabalho com o Sagrado Feminino, é uma bênção a ideia de dedicar um dia especial ás Mães. Estejam elas, presentes nas nossas vidas fisicamente ou não. Porquê, nomear um dia dedicado a Mãe se torna uma bênção e algo maravilhoso? O Dia das Mães… traz-nos…  a oportunidade e o momento de reflexão sob a sociedade em geral e sob cada mulher.

No século XX, uma jovem norte americana, chamada Anna Javis, perderá a sua mãe em tenra idade e entrará em depressão profunda pela sua partida violenta. Sentindo o peso da orfandade na sua caminhada, um grupo de amigas na tentativa de animar a jovem, organizam uma festa para homenagear a memória da mãe de Anna. Ao saber, a jovem colocou a intenção de que a festa fosse partilhada com outras mães, independentemente de estarem vivas ou terem partido. Em pouco tempo, este gesto se espalhou pelos Estados Unidos, sendo oficializado e comemorado num dia especial – o Dia da Mãe.

Aos poucos, a homenagem foi sendo acolhida noutros países e continentes.

O Dia das Mães… é um dia para refletir no Sagrado Feminino que habita em cada uma de nós, não apenas numa procura de cura pessoal, que algumas mulheres abraçam individualmente e outras em círculo. Mas, torna-se também ele, uma referência para honrar a Mãe e o Sagrado Feminino que habita em cada Mãe, em cada mulher por toda a humanidade.

Relembrar os valores femininos do amor, da dedicação, da humildade e da paciência, como sentimentos e manifestações femininas que precisam de ser vividos de forma a fortalecer e possibilitar a mudança em diversas áreas, a social, a política, a familiar, a económica, a espiritual e a cultural. É urgente, que todas as mulheres que desempenham diversos papéis sociais em diversas áreas, usem a força feminina do amor, de mãe para consciencializar mentes e corações. Relembrar também, neste dia especial o amor presente que imana cheio de vida, no próprio Eu de cada Ser, aos outros, ao reino animal, vegetal, mineral e a todas as formas de vida, a Mãe Terra e a Mãe Lua… É também um dia, propício para refletir no papel e nos princípios masculinos e femininos, olhando-os numa perspetiva de uma visão cósmica e de integração num todo como seres humanos com valores inerentes a própria natureza, unimos assim neste dia os princípios femininos e masculinos, a emoção e a razão, o amor e o poder, a passividade e a ação num todo harmónico de forma a vencer dogmas e ilusões de separação e dualidade sem hierarquias, nem competição. Num casamento perfeito e harmonioso entre todos, pois todos (homens e mulheres) somos amados pela Grande Mãe.

Quero lembrar, hoje a minha Mãe… e a Mãe de todas que leem este artigo neste dia especial.

A Mãe, que se permitiu ser Mãe, que alimentou, sustentou no seu corpo e acarinhou no seu ventre até o meu nascido. Que deu a sua energia para eu vir ao mundo. Que me embalou e me alimentou quando era criança. Que me educou e orientou até voar com as minhas próprias asas antes de partir para a sua caminhada.

Vejo em ti Mãe, um poema vivo, íntimo, natural e profundo de uma simplicidade extraordinária e grandeza que muitas vezes se torna despercebido para muitos homens e mulheres que todavia estão numa consciência adormecida, ao não se permitirem o reconhecimento especial as suas mães.

Honramos a Mãe Terra.

Honramos as nossas ancestrais, as mães das nossa mães, bisavós…

Honramos as futuras mães, que em estado de graça irão muito em breve dar a luz e realizarem a missão de amor incondicional que é ser Mãe.

Honramos todas as mães, que perderam os seus filhos e filhas e que continuam mesma assim sendo mães.

Honramos todas as mulheres que perderam os seus bebés, ainda no seu ventre sagrado e que sentiram o despertar do que é ser Mãe, a transformação e o renascer.

Mães de Coração e do Amor…

Felicidades a todas as Mães!

Por: Cristina Neves | Círculo da Lua | https://www.facebook.com/circulo.dalua.9

About Viver O Feminino

Partilhar conhecimentos que vão transformar a vida das mulheres, assim como, de todo o ambiente que as rodeia. Se procuras descobrir o que é ser mulher conectada à sua essência, ligada ao mais puro e natural de si mesma, este será o local onde te conectas a ti, onde descobrirás mais e mais sobre ti e as tuas mais variadas formas.

Deixe uma resposta